Sexta-feira, 31 de Janeiro de 2014

Beautiful Wedding (Belo Casamento)

Sinopse: A louca e viciante história de amor de Travis e Abby foi narrada por ela em Belo desastre e por ele em Desastre iminente. Como num conto de fadas moderno, sabemos que eles se casaram e foram felizes para sempre... mas quanto realmente conhecemos dessa história?
Por que Abby fez o pedido de casamento?
Que confidências eles trocaram antes da cerimônia?
Onde passaram a noite de núpcias?
Quem sabia que eles iam se casar e guardou segredo?
Todos os detalhes sobre o casamento de Travis e Abby eram secretos... até agora. Os fãs do casal mais quente da literatura terão todas as suas perguntas respondidas nesta história vertiginosa sobre o dia (e a noite...) do casamento de Travis e Abby — e o melhor, contada pelo ponto de vista dos dois!

 

Jamie McGuire - Belo Casamento.jpg

 

 

O que eu achei de Beautiful Wedding?

 

Bom, parece que chegou ao fim. Confesso que com muita dor no coração. Muita mesmo. Demorei a ler a tradução de Beautiful Wedding justamente porque sabia que deixar Travis e Abby “partirem” não seria uma tarefa nada fácil para mim. Em especial para mim.

 

Imaginei que ao ler o livro ficaria não só numa ressaca literária, mas, principalmente, numa depressão literária. Já me imaginava chorando muito e num ato de desespero começando a ler a história toda novamente, tudo para não ter que me despedir. Pior, tive medo de ler porque imaginei que ficaria um bom tempo sem querer ler outro livro, sonhando e imaginando como seria a vida do Casal Maddox pós-livro. Tudo isso parece muito loucura, mas quem me conhece sabe que é muito verídico.

 

Depois de um tempo e de frustradas tentativas de começar livros e não me sentir completa, percebi que eu tinha que superar o medo, ler Beautiful Wedding, chorar tudo que tivesse que chorar e partir para outra. Pois bem, li o ontem o livro.

 

No final, chorei muito mesmo, confesso!! E sem vergonha nenhuma de dizer isso. Fiquei um tempo olhando para a tela do meu tablet, pensei em como a história de Abby e Travis mudou minha vida, como fui feliz ao ler os três livros e como é bom ver um “fim” digno para eles.

 

Sim, é ruim saber que autora não escreverá mais sobre eles, pelo menos não por um booooooom tempo. Todavia, a Jamie não poderia passar a vida toda só nessa história. Fico feliz de ela ter matado nossa curiosidade de como aconteceu o casamento e, assim, dar um final verdadeiramente feliz para o primeiro dos Maddox a conquistar completamente nossos corações ao se apaixonar por Abby.

 

Beautiful Wedding é muito mais simples que Belo Desastre e Desastre Iminente. E quando eu digo simples, não é que seja simplório e sim porque é uma história mais curta, com certos detalhes precisos e com uma emoção focada num certo ponto. E isso fez dele um romance delicioso, cativante e emocionante.

 

Não posso dizer que não deixou certas curiosidades no ar e que não foram respondidas, mas nada que tenha atrapalhado a coesão e o entendimento da história. A autora se propôs a nos dar uma “satisfação” de como foi o casamento deles e cumpriu muito bem seu propósito, mas é que nossa imaginação voa e aí já pensamos num futuro bem mais futuro do que um simples amanhã.

 

Para as pessoas que têm muita raiva da Abby um aviso: ela se redimiu nesse livro. Pelo menos foi assim que eu encarei a atitude dela em relação ao futuro do Travis. Há um motivo que faz Abby pedir Travis em casamento e um motivo forte. Não tem como não se sensibilizar. Eu, particularmente, sempre defendi a Abby, mesmo que sofrendo junto com o Travis. Nesse livro não tem isso: há um total equilíbrio de carisma dos personagens.

 

Gosto muito do fato de Abby e Travis continuarem Abby e Travis no livro. Tive receio da escritora mudar um pouco seus estilos, os tornarem um tanto certinhos demais, mas até quando você pensa que ficaram assim (já bem no final), você percebe que a personalidade forte de ambos está super presente.

 

Ponto fortíssimo para mim foi usar os dois como narradores. Se a Jamie usasse um só, a gente sempre ia ficar imaginando como seria o outro contando. Ela nos acostumou mal fazendo um livro para cada um!! Os dois nesse papel contribuiu muito para esse desfecho com chave de ouro.

E tenho que deixar registrado aqui: o casamento deles foi muito diferente de tudo que imaginei. Eu mesma o escrevi em minha fanfiction (Desastre do Amor) e não imaginava que seria tão diferente. Mas também eu não sabia que a Abby tinhas seus motivos secretos para casar. Mas posso dizer que foi um grande casamento! Um verdadeiro casamento para o casal! E a lua de mel... Uiiii! Se deliciem com Travis Maddox nessa parte. É tudo que tenho a dizer sobre o assunto! RS.

 

Tenho que dizer uma coisa: o prêmio de mãe e sogra do ano vai para Diane Maddox! O Travis não tinha como não ser muito especial.

 

O meu conselho sincero e suspeito é para todos que amaram Belo Desastre e Desastre Iminente leiam Beautiful Wedding. Apesar de ser menos tenso, conflituoso e algumas partes revoltante – embora tenha esses elementos também- é igualmente emocionante, apaixonante e Maddox.

Até algum dia, quem sabe, Travis e Abby. Eu vou realmente sentir muitas saudades. Espero relê-los muitas vezes na minha vida e sempre me “reapaixonar” pelo grande amor de vocês.

 

 

sinto-me:
publicado por criando às 01:04
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 14 de Janeiro de 2014

Breaking Sin

Hoje li o livro “Breaking Sin” da autora Teresa Munnert e vim dar o meu parecer para vocês.

A primeira coisa que tenho a dizer é que o livro é bem aguinha com açúcar. Não que isso seja ruim, de jeito nenhum. Esses romances mais brandos sempre são ótimos para a alma e o coração. Por conta disso, não me arrependo de ter lido não. Foi bom me sentir uma adolescente de novo na curiosidade e esperança que o casal principal ficasse super junto. Tem um quê de Belo Desastre sim. A história até se parece muito, há muitos que acha até um pouco de imitação, mas a ordem dos fatos e como alguns acontecimentos surgem são diferentes.

 

No entanto, não foi um livro que encantou porque a autora não desenvolveu a história em nada. Tudo parece ser contada em resumo, nada é contado com devidos detalhes, tem um problema sério de continuidade, e como tudo é revelado de forma tão crua, esse problema no desenrolar da história parece se acentuar. Os personagens são bons, mas muito pouco explorado. Os personagens secundários poderiam ser melhores usados para dar um up para a história, criando conflitos, gerando ideias e participando mais ativamente da história. Até os protagonistas mesmo foram mal usados. Na boa, com os personagens principais que a mulher escreveu, poderíamos ter ficado com muito mais adrenalina, emoção, expectativa e friozinho na barriga. Aliás, poderíamos ter ficado com tudo isso, pois eu, sinceramente, não fiquei.

 

Não me entendam mal! A história não é ruim. Ela foi mal explorada, por isso deixou esse gostinho de quero mais.

 

Vi que a autora escreveu “Committing Sin” e não consegui achar sinopse, mas a princípio pareceu ser continuação ou algo relacionado a “Breaking Sin”. Alguém sabe me dar alguma informação a respeito? Sabe me dizer se foi traduzido? Queria poder ler para ver se tenho uma ideia melhorada da história, que a meu ver era rica de conteúdo e acabou sendo pobre na forma como foi passada.

 

 

BREAKING_SIN_1356311310P.jpg

 

 

sinto-me:
publicado por criando às 23:33
link do post | comentar | favorito
Sábado, 4 de Janeiro de 2014

Série Hush Hush

Enfim, terminei!!

Ano passado, ainda mais para o início do ano, a Submarino fez uma daquelas promoções malucas e acabei comprando a série Hush Hush (Sussurro,Crescendo, Silêncio e Finale) da autora Becca Fitzpatrick. Ao longo do ano foi difícil de ler porque era uma saga e corria o risco (por conta do trabalho) de demorar em ler cada livro ou até de um para outro. Pois bem, aproveitei as férias para finalmente ler.

 

Sinopse: Nora Grey é uma garota extremamente responsável e estudiosa, que sempre faz as coisas certas. Mantendo planos para conseguir entrar numa boa faculdade, Nora vê sua vida mudar drasticamente com a chegada de Patch, seu novo parceiro de biologia, extremamente atraente e misterioso, que parece saber mais sobre sua vida do que ela mesma. Impulsionada a descobrir mais sobre seu passado e sobre seu comportamento misterioso, Nora passa a investigar Patch, e a inevitavelmente se aproximar dele, sem saber que estaria colocando sua vida em risco. Mais tarde, Nora descobre que Patch é na verdade um anjo caído do céu por cobiçar a vida humana, e que aparentemente deseja matá-la por causa de sua descendência Nephilim e ter um corpo humano próprio. No entanto, os dois acabam se apaixonando, o que coloca suas vidas em perigo já que um Nephilim (criatura feita a partir da relação de anjos caídos com seres humanos) deseja vingança com Patch.

 

O primeiro livro da Série intitulado “Sussurro” eu classificaria como tenso. As relações ali estabelecidas, todo um ar muito misterioso e carregado e com o desfecho que teve, não poderia causar em seus leitores algo que não seja tensão. É óbvio que de alguma forma o casal já mexe com você nesse livro e nos deixa muito curiosos como se desenrolará aquela história.

 

O segundo livro, “Crescendo”, já não tem tanta tensão como o primeiro. Evidentemente, que não perde todo o ar misterioso, mas já tem relações amorosas bem adolescentes com muito ciúme e raiva desenfreada, que faz com que tenha mais suavidade a história. Nesse livro me envolvi mais com o casal, confesso, e posso dizer que começou uma torcida para que eles ficassem juntos. Não sei se foi uma recaída adolescente minha ou realmente o gosto por romances (ou as duas coisas), mas o segundo livro me causou uma impressão melhor e fez a minha curiosidade continuar aguçada. Gostei do desfecho! Ponto para a autora!!

 

Quando chegou o terceiro livro “Silêncio” pensei: e agora? Como a Becca vai fazer para se manter firme na história sem se tornar chata? Aí que está! A artimanha usada pela autora me fez ter preguiça de ler os 3 ou 4 primeiros capítulos, mas depois me dei conta que foi exatamente isso que fez  “a peteca não cair”. Ela foi criativa, ousada, pois corria o risco de se perder, mas segurou firme a história, de forma a controlar a nossa atenção e conseguiu terminar o livro como se parece o fim da história toda. Mas só parecia.

 

No quarto e último livro que recebeu o nome de “Finale”, novamente a escritora usou de muita inteligência e criatividade e conseguiu dar um fim digno a história e ao romance de Nora e Patch. O finalzinho, em si, pode parecer um pouco parado. Mas diante e toda a adrenalina e ação ocorrida durante os 4 livros, bem, um final mais suave, ao meu ver, fechou com chave de ouro.

 

É claro que a série teve seus problemas. Algumas lacunas, eu diria até bobas, não preenchidas, como por exemplo, a mãe da nora ser existente em alguns momentos e outros ela sumir (quem já leu ou lerá entenderá o que estou falando), mas nada que atrapalhe a história. Por completo, esta foi muito bem desenvolvida, amarrada e escrita.

 

Não vou dizer que estão na lista dos meus queridinhos. Para ser muito sincera, fui levada o tempo todo pela curiosidade e não pela emoção. Não foi daqueles livros que me apaixonei, mas posso dizer com certeza que valeu muito a pena. Muito diferente de tudo que já li, muito criativo e com um bom toque de romance daqueles que ganham torcidas, que me fazem sempre muito bem. É um livro que mostra muito mais do que uma história fantástica ou surreal, mostra questões como amizade, caráter, traição, diferenças, respeito e intuição.

 

Os fãs de séries com um bom tom fantástico deveriam ler. Acredito que se envolverão bastante. E para os fãs do verdadeiro amor... leiam também! Tenho certeza que Nora e Patch mexerão com vocês de alguma maneira positiva.

 

E para quem não sabe, a Série virará filme, o que muito me deixa feliz. Apesar dos filmes não serem tão fiéis aos livros, essa é uma boa história digna de um grande evento cinematográfico. Curiosa para ver os filmes!!

 

link sobre o filme: http://www.intrinseca.com.br/blogdasseries/2012/12/serie-hush-hush-sera-adaptada-para-os-cinemas/

 

Série Hush Hush.jpg

 

sinto-me:
publicado por criando às 01:33
link do post | comentar | favorito

Eu sou assim...

pesquisar

 

Junho 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


posts recentes

Resenha "Cidades de Papel...

Resenha "Para Sempre uma ...

Resenha "O Cortiço" - Alu...

Resenha do filme "Meu Pri...

13º Evento da "Menina que...

Resenha do filme "Lado a ...

Resenha "Amor e Ordem: o ...

Clube do Livro Saraiva RJ

Entrevista com Taísa Luci...

Resenha "Profundamente Su...

arquivos

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Setembro 2014

Abril 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Dezembro 2009

Julho 2009

Dezembro 2008

links

blogs SAPO

subscrever feeds